fbpx

A importância dos cuidados paliativos para pacientes com câncer ósseo

Cuidados Paliativos
27. julho .2021

A importância dos cuidados paliativos para pacientes com câncer ósseo

A importância dos cuidados paliativos para pacientes com câncer ósseo

Neste mês comemora-se o Julho Amarelo, campanha que visa à conscientização da população sobre o câncer nos ossos e a importância do diagnóstico precoce para um tratamento eficaz e assertivo. O tumor ósseo é considerado raro e corresponde a 1% de todos os tipos de câncer. Tem sua origem na produção de células anormais no tecido ósseo ou se desenvolve em outro órgão e migra para o osso por meio da corrente sanguínea, o que se costuma chamar de metástase óssea. Muito agressivo, esse tipo de câncer pode resultar em mutilações. Diagnosticado precocemente e com tratamento adequado, as chances de cura são altas.

Ainda não há uma causa específica para o desenvolvimento do câncer ósseo, mas uma possibilidade está baseada em um erro no DNA de algumas células, fazendo com que se tenha uma mutação ou divisão celular de forma irregular. Síndromes genéticas e doenças preexistentes, como a Doença de Paget, podem contribuir para o aumento da probabilidade de desenvolvimento do tumor ósseo.

A forma de tratamento para esse tipo de tumor envolve cirurgia, quimioterapia e radioterapia, devendo as opções de terapêutica serem individualizadas e de preferência que envolva a equipe multidisciplinar para a melhor escolha. Quando não há mais possibilidade de cura, é preciso dar ao paciente uma possibilidade que mitigue o seu sofrimento, com os cuidados paliativos.

“A atuação da equipe de Enfermagem para pacientes que se encontram em cuidados paliativos visa a diminuição de sintomas, com uma abordagem para o alívio da dor e aumento da qualidade de vida. Neste contexto, os cuidados demandam, além da capacidade técnica da equipe que os acompanha, também atenção, carinho, compaixão, empatia, respeito, equilíbrio, escuta ativa e comunicação eficaz, o que irá envolver toda a equipe multidisciplinar”, afirma Carla Gabardo, Enfermeira responsável técnica do Valencis Curitiba Hospice.

Cuidado pleno

“O câncer de osso ou metástase óssea é uma condição que causa ao paciente uma piora da sua qualidade de vida, alteração de humor, perturbação do sono e intensificação de outros sintomas. A equipe de Cuidados Paliativos orienta o paciente, cuidadores e familiares, apoiando-os física e psicologicamente, mantendo sempre um contato na busca de uma relação construtiva e de confiança, tendo como principal objetivo o cuidado pleno”, cita Carla Gabardo.

Além disso, a enfermeira responsável pelo Valencis cita que “Promovemos ações ativas e integrais logo ao diagnóstico da doença irreversível até a sua finitude. Nesse momento, o apoio e toda a força da equipe é fundamental, bem como a prescrição médica correta de analgesia. Nossa luta diária é encontrar o cuidado certo para aquele paciente, buscando reduzir o sofrimento e promover o conforto e a dignidade do paciente e da família, atendendo às necessidades básicas de saúde física, emocional, espiritual e social”.

Valencis Curitiba Hospice - Todos os direitos reservados ©2021